Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
Os narcóticos são substâncias que causam alívio da dor e alterações de humor. A definição de narcóticos está geralmente limitada a narcóticos analgésicos (opiáceos), que se refere a todas as substâncias naturais, semi-sintéticas e sintéticas que actuam a nível farmacológico, como a morfina. A aplicação médica principal da morfina é diminuir a dor. A utilização de analgésicos é frequente no desporto, principalmente entre os atletas envolvidos em desportos violentos. Além disso, os analgésicos narcóticos podem reduzir a ansiedade e melhorar o desempenho em eventos de desporto nos quais o excesso de ansiedade pode afectar de modo adverso o controlo motor, tal como disparo de pistola e arco. Os opiáceos trabalham através das endorfinas - enquefalinas e dinorfinas, que modulam as reacções do sistema nervoso central para o estimulo da dor. A heroína e a morfina ligam-se aos mesmos receptores que os opiáceos endógenos, que levam a uma excitabilidade reduzida de neurónios, a fonte provável do efeito de euforia. O efeito de euforia pode ser aumentado pelo envolvimento dos neurónios inibidores GABA da área dos tegumentos ventrais que influencia o aumento da libertação da dopamina. Os principais efeitos biomédicos dos narcóticos analgésicos no sistema nervoso central são euforia, letargia, apatia e incapacidade de concentração. 
drucken 

www.doping-prevention.com