Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
Os glucocorticóides são normalmente utilizados para terapias dermatológicas, devido às suas propriedades anti-inflamatórias e imunossupressoras em várias doenças de pele, como acne aguda. Contudo, os glucocorticóides podem ter efeitos secundários na pele, especialmente importantes em atletas, tal como atrofia de tecidos, inibição de recuperação de ferimentos e fraqueza cutânea. Outros efeitos registados são:
  • Diminuição dos tecidos de ligação através dos seus efeitos nos fibroblastos da pele.
  • Diminuição da síntese e alteração de glucosaminoglicanos.
  • Inibição de colagénio e aumento da actividade de colagénio.
  • Alterações na actividade mitótica da epiderme.
  • Atraso no crescimento de cabelo (em cobaias) ou, pelo contrário, excesso de crescimento de cabelo (hipertricose) depois do excesso de glucocorticóides.
  • Hiperceratose de folículos.
A toma de glucocorticóides raramente pode causar dermatite alérgica de contacto, despigmentação da pele e dermatite perioral.
drucken 

www.doping-prevention.com