Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
Os diuréticos são considerados com justificação como a principal categoria de drogas banidas no desporto, que está maioritariamente ligado à perturbação do metabolismo de electrólitos.
Ao contrário dos pacientes médicos, os atletas não retêm água em excesso, assim a utilização de diuréticos resulta numa perda anómala e perigosa de água e de electrólitos. Os atletas com desidratação induzida por diuréticos, que trabalhem no calor estão mais susceptíveis a exaustão por calor. Por vezes, a hipotensão por ser particularmente preocupante. A utilização de diuréticos origina frequentemente baixos níveis de potássio no corpo. Contudo, a hipocalemia sintomática grave é rara, enquanto que níveis moderados de hipocalemia são comuns.  A hipocalemia causa principalmente perturbações no funcionamento neurológico, arritmias cardíacas e até falha cardíaca. Além disso, são comuns sintomas como fraqueza muscular e cãibras musculares. Por outro lado, o excesso de utilização de diuréticos, como a espironolactona, triamtereno e amilorida, podem levar a uma concentração extremamente elevada de potássio no sangue. A hipercalemia pode originar arritmias malignas, como uma sequência de taquicardia ventricular continuada. Além disso, a maioria dos diuréticos perturbam o metabolismo do ácido úrico e isto pode precipitar um ataque doloroso de gota.
drucken 

www.doping-prevention.com