Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
As perturbações activadas pelo doping na homeostase dos electrólitos têm uma ligação concomitante com a função renal. É sabido que os rins regulam a quantidade de água, sódio, potássio e outros electrólitos no corpo. Os electrólitos são os químicos dissolvidos no fluido corporal. A sua distribuição tem consequências importantes para o último equilíbrio dos fluidos.

Os diuréticos são considerados com justificação como a principal categoria de drogas banidas no desporto, que está maioritariamente ligado ao metabolismo de electrólitos com perturbações.

O abuso oral ou parentético dos glucocorticóides também pode originar perturbações de electrólitos. Está registado que a administração de prednisona (5 a 2000 mg/d) é um significante factor de risco para eventos hipocalémicos em vários pacientes. Contudo, estas descobertas ainda não foram confirmadas em atletas que abusem de glucocorticóides para o doping.

Apesar disso, os agentes anabólicos também influenciam as concentrações de electrólitos. A utilização de esteróides anabólicos androgénicos pode originar níveis mais elevados de potássio, sódio, cálcio e fosfato o que, por último, pode resultar na fibrilação auricular e ventricular.

Adicionalmente, encontra-se frequentemente os níveis de sódio elevados nos atletas, principalmente devido ao abuso de suplementos. Na verdade, vários atletas tomam bicarbonato de sódio ou citrato de sódio numa tentativa de melhorar o seu desempenho atlético, principalmente em actividades de elevada intensidade, que envolvem grandes grupos musculares (por ex. corrida de 400m). Contudo, os níveis elevados de sódio podem levar a perturbações gastrointestinais e são frequentemente acompanhados por diarreia, especialmente para o suplemento de bicarbonato de sódio.
drucken