Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
O sistema músculo-esquelético humano consiste em mais de 600 ossos que constituem o esqueleto. Estes ossos estão fixos a outros ossos através de articulações e ligamentos estabilizantes. A flexibilidade é assegurada por mais de 205 músculos esqueléticos, que estão ligados ao esqueleto pelos tendões. Estes tendões são os pontos fracos da estrutura. O tempo de regeneração e adaptação dos tecidos dos tendões aumenta em comparação aos tecidos do músculo-esquelético, devido à vascularização reduzida. Este facto origina o período de desequilíbrio do aumento de crescimento muscular, por ex. pelo treino intensivo e uma adaptação abrandada ao tendão.

O corpo humano diferencia três tipos de tecido muscular:
  • Tecido de músculo liso (por ex. órgãos internos)
  • Tecido do músculo cardíaco
  • Tecido do músculo-esquelético
As diferenças do tecido muscular para outros tecidos humanos são primeiro a capacidade de contrair, o que significa que as células musculares podem encurtar-se e gerar força. Como segundo aspecto, a influência dos sinais do nervo para as células musculares é a excitabilidade que leva à contracção. Os últimos dois pontos são a extensibilidade e elasticidade dos tecidos musculares.    
drucken