Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
A adrenalina e noradrenalina, poderosos neurotransmissores na parte simpática do sistema nervoso central, actuam através de receptores específicos (α1, α2 e b1, b2) situados em vários tecidos, incluindo o músculo-esquelético e tecido adiposo. Um b-agonista pode ser descrito como uma substância que estimula os b2-receptores. Os representantes mais proeminentes dos b2-agonistas são o clenbuterol e salbutamol, utilizados principalmente no tratamento de asma e espasmas relacionadas com os brônquios. Considerando o facto de que cerca de 10-15% dos atletas olímpicos exibem sindromas de asma, a utilização dos b2-agonistas exibem também propriedades anabólicas e lipolíticas. Devido a efeitos adversos relativamente baixos da aplicação dos b2agonistas, em alguns atletas são considerados como uma alternativa “segura” aos esteróides anabólicos androgénicos. Os efeitos secundários dos b-agonistas no sistema nervoso central incluem nervosismo, insónias e enxaquecas.
drucken 

www.doping-prevention.com