Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
Os agentes respiratórios possuem alguns efeitos adversos na função músculo-esquelética, que se baseiam numa cascata de beta-agonistas de beta-adrenoreceptores que influenciam vários processos metabólicos e fisiológicos no músculo-esquelético. Os efeitos negativos na arquitectura óssea, como a diminuição da massa óssea e diminuição da densidade mineral óssea, ocorrem durante o tratamento crónico. A toma excessiva de agonistas beta-2 também pode originar sintomas de tremor muscular e cãibras musculares. Esses efeitos são intensificados pela toma simultânea de diuréticos, que é comum entre os bodybuilders quando estão próximos de uma competição.
drucken 

www.doping-prevention.com