Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
A testosterona, a hormona sexual masculina, actua no sistema nervoso central e periférico e produz tanto efeitos anabólicos (criação de tecido) e androgénicos (masculinização). Os esteróides anabólicos-androgénicos (AAS) são derivados da testosterona. Quase todas as células do corpo possuem receptores para AAS e a reacção aos AAS depende da localização e do tipo de tecido. Aplicado inicialmente ao tratamento de hipogonadismo, anemia e determinadas perturbações psiquiátricas, os AAS foram utilizados em grande parte por atletas, para ganharem força e massa muscular, para aumentar a síntese de proteínas e as células dos glóbulos vermelhos, assim como para diminuir a gordura corporal. Os AAS são especialmente populares na área do desporto, como no futebol profissional, halterofilismo, força de levantamento (powerlifting), bodybuilding e atletismo.
A aplicação de AAS está associada ao aumento dos níveis de irritabilidade, agressão, perturbações de personalidade e outros sintomas psiquiátricos. O AAS pode causar dependência psicológica.  
drucken 

www.doping-prevention.com