Technische Universität München

The Entrepreneurial University

 
As perturbações do funcionamento do fígado e as doenças devido ao tratamento de AAS baseiam-se principalmente na administração de esteróides 17-α-alquilados (por ex. metiltestosterona, oximetolona, fluoximesterona, noretandrolona e metandienona). Estas perturbações do fígado são, por ex. estase biliar, colestase, hepatite peliose e hepatomas.
Além disso, as investigações registaram uma diminuição da lipoproteína de alta densidade (a “boa”), um aumento da lipoproteína de baixa densidade (a “má”) e da apolipoproteína A que promove a aterogénese. Estes efeitos secundários são normalmente reversíveis depois da descontinuação.  
drucken 

www.doping-prevention.com